header top bar

section content

Isolamento social pode causar ansiedade nos brasileiros

Entenda como o isolamento social pode promover a ansiedade no povo brasileirO

Por Copywriter

14/05/2020 às 14h20 • atualizado em 14/05/2020 às 14h22

Os perigos do isolamento social

O isolamento social foi uma medida implementada para tentar travar a pandemia do Covid-19. Esse isolamento visa frear a progressão do vírus e proteger a população. Ainda assim, esse pode também ter consequências nocivas.

Não existem dúvidas de que o coronavírus mudou toda a forma como o mundo está funcionando. No Brasil, entre as medidas tomadas para desacelerar o contágio pelo Covid-19, encontrou-se a quarentena e o isolamento social.
Com números aumentando todos os dias e apesar das declarações do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o confinamento foi aceito e aplicado por várias famílias brasileiras.

As empresas físicas tentaram se adaptar à situação, colocando seus funcionários em modo de teletrabalho ou dando férias coletivas para seus empregados. Para os empreendedores digitais que já tinham sua loja de dropshipping, esse foi o momento de ver crescer o consumo online no país, gerado pelo temor de sair de casa. Embora os números relacionados com a doença se resumam muitas vezes aos contagiados e às mortes por Covid-19, a verdade é que, nesse momento, não são apenas essas as problemáticas que existem e vários pesquisadores têm vindo alertar para os riscos do próprio isolamento.

Situações como a violência doméstica, a ansiedade e a depressão são realidades que a pandemia pode estar trazendo, no confinamento decretado para travá-la.

Entenda como o isolamento social pode promover a ansiedade no povo brasileiro e também algumas formas de evitar esse sentimento.

1. O confinamento e as sensações negativas

Se você está em isolamento social, você poderá estar experimentando algumas sensações menos positivas.

Sensações como a ansiedade, o medo, a preocupação com seus amigos e família, o temor pelas mudanças logísticas e econômicas e até mesmo o sufoco provocado pela impossibilidade de ir até à rua para cumprir suas rotinas são bem comuns.

A sensação de angústia e incerteza são também relatados por muitas pessoas em isolamento em todo o mundo, associadas a elas também estão, em alguns casos, a sensação de solidão, aborrecimento e de frustração.

Esses estados mentais podem parecer bastante menos perigosas do que o vírus mas, ainda assim, os estudiosos da sociologia e da psicologia alertam para os riscos associados, quando a ansiedade toma contornos mais intensos.

Quais os riscos do isolamento social

As emoções acima descritas podem ter riscos bastante intensos. Além de poderem gerar quadros depressivos, que motivem atos imponderados, como o suicídio; essa ansiedade pode ainda ser o caminho para que as pessoas acabem se refugiando em vícios nocivos para a saúde, como o álcool ou as drogas; ou para que adotem comportamentos violentos e de risco.

Assim, é fundamental que se compreendam as melhores formas de combater as sensações negativas em tempo de isolamento social.

2. Como manter a calma durante o confinamento?

2.1. Mantenha-se em contato digitalmente

Você pode recorrer a ferramentas e aplicativos digitais, como o Skype ou o Zoom, entre outros, para se conectar com amigos e familiares durante esse tempo de isolamento. Isso ajudará a combater a ansiedade.

2.2. Procure ajuda online

Se você sentir, em algum momento, que sintomas depressivos estão aparecendo com frequência, você pode encontrar especialistas online e iniciar suas consultas digitalmente. Procurar ajuda é muito importante para evitar que a situação se agrave e gere danos irreparáveis.

2.3. Tenha momentos de lazer

Aproveite estes dias em sua casa para fazer coisas que você gosta. Seja cozinhar, ver filmes e seriados, ler um livro ou escutar música; você encontrará verdadeiras opções de lazer para as quais não precisa sair de sua casa.

2.4. Organize o dia de trabalho

Se você está em teletrabalho ou trabalha em plataformas digitais (como uma loja online), crie um horário de trabalho e uma rotina. Ter essa rotina irá ajudar a que encontre alguma normalidade, mesmo perante o isolamento social.

Além disso, essa rotina ajudará também a que consiga gerenciar melhor sua rotina profissional e pessoal enquanto está em casa.

2.5. Mantenha seu corpo ativo

Mesmo sem poder ir até à academia, procure manter-se ativo dentro da sua casa, seguindo planos de treinamento no seu domicilio.

Para isso, você pode encontrar aplicativos para celular, que podem ajudar a definir os treinos e ajudar a que se mantenha ativo fisicamente.

2.6. Cuidado com sua alimentação

A ansiedade e a depressão podem surgir mais facilmente se o seu corpo não estiver bem nutrido.

Assim, é bem importante que você aposte numa alimentação saudável, para que se mantenha com saúde e consiga promover um melhor estado de espírito.

2.7. Siga fontes de mídia fiáveis

Muitas pessoas estão se sentindo ansiosas porque têm se cruzado com fake news. Essas estão sendo transmitidas por inúmeros canais da web e também pelas redes sociais.

Para poder manter uma maior tranquilidade, recomendamos que você veja apenas as notícias das mídia fiáveis e das fontes oficiais, para evitar ficar se preocupando com as notícias falsas que estão circulando, e evitar acreditar em números e pesquisas irreais.

SOLIDARIEDADE

VÍDEO: cantora cajazeirense distribui mais de uma tonelada de alimentos arrecadados em Live Solidária

PARABÉNS

VÍDEO: no dia Nacional do Cigano, conheça a maior comunidade que vive em Sousa, Sertão da Paraíba

EXCLUSIVO

VÍDEO: Família abre cova para sepultar parente que morreu de Covid-19 e denuncia abandono em Cajazeiras

FEZ UM 'RANKING'

VÍDEO: Médico diz que Cajazeiras é ‘vice-campeã’ em óbitos por Covid-19 no Sertão, e alfineta a gestão

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!