header top bar

section content

Aos 73, EX-BBB posa com noivo de 36: ‘Com ele, me sinto menina’

Sob os olhos atentos do amado, Ieda Wobeto posou para o ensaio especial "Mês das Noivas" do Gshow

Por Marcelle Abreu

24/05/2019 às 10h14

Sob os olhos atentos do amado, Ieda Wobeto posou para o ensaio especial "Mês das Noivas" do Gshow.

No mês das noivas, a ex-miss é estrela de ensaio ao lado do noivo, Marcelo Gomes, de 36 anos, e fala sobre diferença de idade, plano de casamento em Las Vegas e vida sexual na terceira idade: ‘Vai muito bem, obrigada’
Por Marcelle Abreu (texto) e Artur Meninea (foto), Gshow

Sob os olhos atentos do amado, Ieda Wobeto posou para o ensaio especial “Mês das Noivas” do Gshow. O casal chegou de mãos dadas à belíssima Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, um cenário cheio de história e digno de um verdadeiro conto de fadas, em pleno Rio de Janeiro. Entre trocas de carinho e muitas risadas, os pombinhos se prepararam para uma sessão de fotos cheia de romance e que, até então, ninguém sabia, mas reservava muita emoção.

“Foi tão bonito, me pareceu tão real. Essa produção mexeu muito comigo, eu fiquei encantada. Viajamos no sonho”, diz a ex-sister do BBB17, emocionada.

Aos 36 anos, o advogado e empresário Marcelo Gomes se apaixonou perdidamente pelos encantos de Ieda. Ao ver os dois juntos, tudo faz sentido. O casal transborda amor e companheirismo. A diferença de idade passa batida.

“Se ela tivesse 20, 30 anos, não teria chamado a minha atenção. Não pela beleza, mas porque não seria a mulher que é hoje. Sou apaixonado por quem ela é”, declara Marcelo.
“Ela mudou a minha vida para melhor. O olhar dela mexe comigo da cabeça aos pés. É algo muito forte. A gente conversa através dos olhos. O sorriso dela é energia para mim. O que eu puder fazer para vê-la sorrir, farei. Já passei por muita coisa para saber o que quero, e eu quero tê-la na minha vida”, completa.

Marcelo é de São Paulo, Ieda de Porto Alegre. Ela é touro, ele escorpião (uma combinação de temperaturas elevadas. Ui!). Ela é divertida, ele mais sério, porém, só quando precisa ser o Marcelo profissional. Ao lado da amada, ele se solta. Ieda tem o tom de fazer as pessoas sorrirem facilmente.

Ieda com o noivo

“Eu vejo o Marcelo de duas maneiras: ele é um grande executivo, quando sai pela manhã para trabalhar, de terno e todo sério. É o homem em quem eu posso confiar. Ele tem o dom de me fazer sentir menina. Me passa muita segurança. Mas, ele também me permite ser mais madura. Às vezes, ele é o menino. E isso é muito bom, porque tem essa troca. Ele me passa uma juventude muito grande, mas, segundo ele, eu passo isso também. A gente se completa. Somos duas crianças juntas (risos)”, conta Ieda, que foi coroada a primeira Miss Canoas em 1964.

Durante as conversas que antecederam o ensaio, Ieda se mostrou insegura em usar um vestido de noiva. ‘Não vou ficar ridícula? Branco não, pelo amor!’, dizia ela. No dia das fotos, ela topou experimentar e amou o resultado. Foram quatro looks diferentes, sendo três vestidos e um terninho. Na ocasião, o noivo quase não segurou a emoção! Marcelo mexia na aliança, olhava para o teto, respirava fundo para segurar as lágrimas, que teimavam em cair.

“Tive vontade de chorar. Ela estava maravilhosa. E vê-la vestida de noiva, só me fez ter certeza de que eu preciso passar por isso de verdade. Nunca tive vontade de casar, até critiquei meu irmão por ter gastado tanto no casamento dele. Eu falava que deveria ter viajado, mas a emoção que ele sentiu, eu senti parte dela no ensaio. Foi muito gostoso. Quero ver a Ieda de noiva de novo. Não sei se só vai ser em Las Vegas, mas não tem como não oficializar”, diz Marcelo.

Ieda com o noivo

Sobre a opinião de Ieda, ela é taxativa:

“Por que não? Eu me achei linda! É a minha vida, e eu sou dona dela. Estar noiva aos 73 é desafiar os comentários, os preconceitos, mas, para mim, é amor, vontade de viver. Se eu não prejudico ninguém, faço dela o que quiser, certo?”

O casamento
Eles estão noivos desde abril – o pedido aconteceu no aniversário da ex-sister em sua casa em Porto Alegre. Até então, as alianças representavam apenas um compromisso. O casal já se considerava casado e não fazia planos de oficializar o relacionamento. Porém, depois do ensaio, tudo mudou!

“Como vai ser, precisamos desenhar ainda, porque as famílias são grandes e tem pessoas com certas limitações. Talvez, uma festa no Sul e outra em São Paulo, porém, em Las Vegas, está garantido. Quero ver a Ieda de noiva”, garante o empresário.

Mais experiente!
Juntos há nove meses, a gaúcha releva o segredo por trás do relacionamento, que será oficializado no segundo semestre do ano, em Las Vegas:

“Nunca brigamos, e aí entra a minha experiência, o meu lado de mulher vivida. Temos um relacionamento maduro. Já tive outros relacionamentos que não deram certo, então eu sei o que eu devo ou não fazer e como eu posso entendê-lo. Não adianta bater de frente e acabar estragando o relacionamento.”

Além da maturidade, tem algum segredinho?

“A sinceridade. A gente fala sobre tudo! Quanto mais conversamos, mais fácil de entendê-lo. Falamos de tudo. E eu dou a ele uma segurança muito grande, de comportamento, de amor, sentimentos. E ele me passa isso também. Sou ciumenta demais, porém, ele faz com que eu não precise sentir.”

Curiosidades
No tempo livre, o casal conta do que gosta:

“Em casa, quando ele chega do trabalho, a gente conversa, assiste a um filme comendo pipoca e jogamos vídeogame. Também adoramos ir ao cinema e visitamos muito a família do Marcelo, praticamente todos os dias. Ele é muito família. Parece que estou em lua de mel constantemente”.

Marcelo sempre se relacionou com pessoas mais velhas:

“Desde cedo, me relaciono com pessoas de mais idade. Aos 14 namorei minha professora, que tinha 49 na época. Meus pais, minha avó, sempre estiveram do meu lado. É normal para eles. E eu nunca tive muita paciência para as pessoas da minha idade. Brinco com todo mundo, mas sou uma pessoa velha de alma.”

Ieda foi casada por 28 anos com o seu primeiro namorado. Aos 50 anos, ela quis se separar, porque sentia vontade de viver coisas novas:

“Aos 50 anos, me separei, depois de 28 anos casada, porque eu queria viver, sentir outras coisas. Estava levando uma vida que não era prazerosa para mim como mulher. Nesse momento, nasceu uma nova Ieda, foi quando eu tive liberdade. Comecei a namorar, a viver a adolescência que eu não havia vivido. A minha liberdade de mulher veio aos 50 anos. Antes, eu era a mãe e a esposa. A partir dali, com os filhos crescidos e casados, nasceu a Ieda. E isso foi muito bom para mim, porque eu consegui me soltar e descobrir quem eu sou. Amadureci muito como mulher. Acho até que fiquei mais bonita, comecei a gostar de mim.”

Ieda lida muito bem com a idade:

“Nem eu acredito que tenho tanta idade. Às vezes, me dá um pânico. Olho para o meu braço e o vejo todo enrugadinho, aí percebo que são meus 70 e tantos, mas tudo bem. Gosto demais do meu corpo, me sinto muito bem.”

No início do relacionamento, o casal sofreu preconceito pela diferença de idade:

“As pessoas, às vezes, não acreditam. Se eu postasse que estou com dificuldades, ninguém iria opinar, mas estar bem incomoda muita gente. Alguns comentários até me incomodam, sou humana, mas não altera em nada. Não deixo de seguir a minha vida e correr atrás dos meus objetivos por isso. E não vou deixar de estar com o Marcelo porque alguém que eu nem conheço está questionando se não tenho vergonha ou qualquer outra coisa. Mas isso era mais no começo, hoje, já parou.”

Sexo depois dos 70 anos
“Minha vida sexual vai muito bem, obrigada (risos). Não vejo diferença nenhuma. Estamos satisfeitos um com o outro.”

Fonte: Marcelle Abreu - https://gshow.globo.com/Famosos/noticia/aos-73-anos-ex-bbb-ieda-wobeto-posa-vestida-de-noiva-e-celebra-minha-liberdade-como-mulher-veio-aos-50.ghtml

Recomendado para você pelo google

PROTESTO

VÍDEO: populares vão às ruas para protestar contra a reforma da Previdência na cidade de Patos

VEJA VÍDEO

Padre de Cajazeiras revela curiosidades sobre o santo casamenteiro: “Faz milagre a pessoa encalhada”

SAÚDE

Dieta milagrosa? Médico diz que a compulsão e afetividade pela comida são perigosas para o emagrecimento

VÍDEO

Mototaxista reclama de multa cobrada na Zona Azul da cidade de Cajazeiras; “Está errado”