header top bar

section content

VÍDEO: Sem dinheiro e com risco de acabar, banda de forró de Cajazeiras faz apelo para comprar teclado

Segundo o vocalista Nino, a banda Pegada Estourada estava se apresentando com um teclado emprestado, mas a dona do instrumento solicitou ele de volta

Por Jocivan Pinheiro

11/03/2019 às 14h25 • atualizado em 15/03/2019 às 15h04

A banda de forró Pegada Estourada, do distrito de São José, em Bom Jesus, está precisando de ajuda para adquirir um teclado. Os integrantes procuraram a TV Diário do Sertão e contaram a situação.

Segundo o vocalista Nino, a banda estava se apresentando com um teclado emprestado, mas a dona do instrumento solicitou ele de volta. Agora a banda está parada porque não tem condições financeiras de adquirir outro teclado.

VEJA TAMBÉM: Show da Banda Mel é recorde de público no carnaval de Cajazeiras

O equipamento que era usado pela Pegada Estourada era um Yamaha PSR S650. Nino estipula que um teclado novo desse modelo custa cerca de R$ 4 mil e um usado, R$ 2,5 mil.

“Não tem como a gente comprar esse teclado agora porque as condições são mínimas. A gente enfrenta dificuldade financeira, a questão que mais nos abala nesse quesito de comprar um instrumento, e quem puder nos ajudar a gente agradece muito”, disse o vocalista Nino.

Banda Pegada Estourada

Com um estilo mais eletrônico de tocar forró, o teclado é o principal instrumento da banda Pegada Estourada, que já se apresentou no programa Acústico Diário, da TV Diário do Sertão (assista a um trechinho no vídeo acima). Quem se interessar em ajudar, pode entrar em contato com a banda pelo telefone (83) 99140-1246.

SHOW DIÁRIO

Tags:

Recomendado para você pelo google

EXCLUSIVO

Presidente reafirma proibição de arma na assembleia, fala da Operação Calvário e cortes de gabinetes

VÍDEO

Governador João Azevêdo fala sobre o afastamento político com Ricardo Coutinho e mudanças no Governo

TRAGÉDIA

VÍDEO E FOTOS: Delegado dá detalhes do grave acidente próximo a parque de vaquejada em Cajazeiras

ESPERANÇA

VÍDEO: Presidente da OAB declara que luta pela permanência da Vara do Trabalho de Cajazeiras não acabou