header top bar

section content

Estudo lista 10 alimentos perigosos e nós te ajudamos a encontrar substituições

De acordo com novo estudo, consumir mais de quatro porções de produtos como esses pode trazer sérios riscos e até elevar o risco de morte em 62%.

Por IG

08/06/2019 às 07h28 • atualizado em 06/06/2019 às 15h42

O endocrinologista Renato Zilli mostra os efeitos nocivos que o consumo de alimentos processados pode causar

Você já parou para pensar em quantos alimentos perigosos consome no dia a dia? Um estudo desenvolvido pela Universidade de Navarra, da Espanha, e publicado no British Medical Journal aponta que comer mais de quatro porções de produtos processados por dia oferece sérios riscos à saúde.

Os pesquisadores espanhóis revelaram que os alimentos perigosos estão por toda parte e são aqueles muitas vezes difíceis de resistir, como bacon ou sorvete. Entretanto, consumi-los em grande quantidade aumenta em 62% as chances de morrer se comparado com quem come apenas duas porções, por exemplo, além dessa atitude sabotar as pessoas que desejam perder peso.

Carne processada, como salsicha, bacon e hambúrgueres
Eles ficam ótimos no sanduíche e ainda salvam naquele momento de pressa, mas podem fazer bem mal. “O problema dos embutidos e produtos processados de origem animal é a quantidade de conservantes adicionado para aumentar o tempo de prateleira”, diz Gabriela Cilla, nutricionista da Clínica NutriCilla.

Ela também adverte que esse tipo de mercadoria pode ter ação cancerígena a longo prazo.

A melhor maneira de substituir esses alimentos é optar por produtos com menor teor de conservantes, dando preferência aos de origem caseira.

Barras de cereal ou cereal matinal
Para Gabriela, as barras de cereal, em sua maioria, são adoçadas com açúcar refinado ou xarope de glicose ou glucose. “Os açúcares dessa categoria foram responsáveis pelo aumento gradativo de glicemia, sendo considerado uma das causas de diabetes e doenças crônicas não transmissíveis a longo prazo”, explica a nutricionista.

“As barras de cereais sem adição de açúcar no rótulo ou xarope de glicose são opções de substituição ou as caseiras feitas à base de aveia e mel para adocicar”, sugere Gabriela.
No caso de cereais matinais, a orientação é a mesma, visto que também são adoçados com açúcar refinado. “Uma substituição saudável é os cereais de milho não transgênicos sem adição de açúcar ou granolas naturais feitas com uvas passas e oleaginosas”, aconselha ela.

Refeições prontas, como lasanha e pizza
De acordo com a nutricionista, todas as refeições que são congeladas levam glutamato monossódico e têm características capazes de estimular o surgimento de câncer.

Refeições caseiras, congeladas sem a necessidade de conservantes, é a indicação de Gabriela. “Hoje temos a opção de marmitas saudáveis que são vendidas com o intuito de minimizar o consumo desses conservantes”, conta.

Sopas instantâneas
“A quantidade de conservantes e temperos de base química deixam a sopa que tem valor nutritivo ser considerado de baixa qualidade”, salienta Gabriela.

Como opção para substituir, a médica apresenta a sopa caseira ou até mesmo as congeladas, caso sejam saudáveis.

Sorvete
O sorvete é um dos tipos de alimentos perigosos mais consumidos no Brasil. A gordura saturada, conhecida também como gordura trans, é encontrada no produto. É ela que “proporciona maciez, que deixa mais saboroso”, comenta a nutricionista.

Para evitar os riscos e substituir o doce, Gabriela recomenda sorvetes à base de água, chamados de sorbet, ou receitas caseiras à base de iogurte natural. “Mesmo que adoçado, já tem percentual de gordura menor do que os de origem industrializada”, acrescenta ela.

Chocolate
Gabriela Cilla afirma que os chocolates brancos e os do tipo ao leite contêm uma quantidade abusiva de açúcar. “Quanto menor a graduação do cacau, mais açúcar e gordura terá na composição”, fala.

O melhor a ser feito é optar por tipos com a partir de 60% de cacau ou substituir por chocolates 70% de cacau, porque tem ação antioxidante e não proporciona calorias na dieta.

Pão produzido em larga escala, como o de forma ou o sovado
A nutricionista destaca que os pães não são tão prejudiciais quanto os demais produtos. “A melhor ingestão de pão seria de forma integral , favorecendo a ingestão de fibras e diminuindo o índice glicêmico desse alimento”, pontua Gabriela.

“O pão de origem caseira e manufaturada de fato é de melhor qualidade do que os vendidos em supermercados, porém, podem ser facilmente substituídos por integrais e multigraos”, acrescenta ela.

Shakes para substituir refeições
Se o desejo é emagrecer, melhor nem pensar em investir nos shakes para substituir as refeições . Gabriela Cillo explica que esse tipo de bebida é, na maioria das vezes, composto por açúcares refinados, o que faz dele uma opção ruim para quem deseja eliminar alguns quilos.

“A melhor substituição para quem não deseja ter ingestão alimentar são suplementos à base de proteína ou sopas caseiras, pois possuem teor de açúcar menor do que os shakes preparados”, garante a médica.

Bebidas açucaradas, como sucos de caixa e refrigerantes
Gabriela salienta que o problema das bebidas industriais está relacionado ao nível de açúcar na composição, que agradam o paladar, mas não possuem valor nutritivo.

“Hoje em dia temos refrigerantes sem adição de açúcares podendo ser substituídos pelos de base industrial. Os sucos de caixinha devem ser substituídos por sucos de origem natural mesmo que sejam adoçados, pois mesmo assim a quantidade será menor do que a base industrial”, sugere.

Bolo
Bolos que têm origem industrializada possuem grande quantidade de açúcar que ajuda a proporcionar maciez e acentuar o sabor.

De acordo com Gabriela, qualquer bolo caseiro, ainda que tenha açúcar refinado, tem qualidade melhor que o tipo processado.

Para ela, o alimento é fácil de ser substituído. “Os bolos que podem ser adicionados na rotina podem ser facilmente substituídos por ingredientes de base natural como farinhas integrais e açúcares de melhor qualidade como demerara ou adoçantes do tipo stevia”, afirma.

Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês, reforça que os alimentos processados são perigosos e fazem mal à saúde. Isso porque eles são ricos em carboidratos e em alguns tipos de gorduras maléficas. “Levam a inflamação, envelhecimento, baixa qualidade do sono, ansiedade, obesidade, diabetes, irritabilidade, diminuição da força de vontade e hipertensão”, diz ele.

Além disso, consumir esses produtos pode levar a depressão e dificultar o processo para perder peso , devido a quantidade de gordura. “Refeições muito pesadas diminuem a concentração e favorecem o ganho de peso. O uso excessivo de carboidrato refinado – farinhas, refrigerante, bolacha – aumenta o risco de compulsão alimentar”, alerta Zilli.

Para o endocrinologista, é fundamental cuidar da alimentação para evitar os riscos. “Comer menos doces processados – chocolate , balas, bolos – faz com que o cérebro reconheça melhor o açúcar das frutas e as torne mais palatáveis. As opções de frutas que eu sugiro de lanche são: banana, maça, pera e damascos secos. Se for consumir chocolate, procure os com mais de 70% de cacau”, complementa.

O médico avisa que os hábitos alimentares saudáveis estão relacionados a um menor consumo de comidas industrializadas, incluindo na dieta legumes, frutas e salada fresca. Ele adverte ainda que o regime varia de uma pessoa para a outra, porque depende de fatores como: faixa etária, peso e nível de atividades físicas praticadas.

Contudo, Zilli pontua que a dieta mediterrânea é uma boa opção para evitar problemas de saúde. “Ela dá preferência a frutas, vegetais, azeite, peixe e aves, e que minimiza a ingestão de carne vermelha e alimentos processados, é uma dieta anti-inflamatória”, conta ele.

“Ou seja, quando se prefere alimentos in natura e se evita proteína de origem animal, principalmente carne vermelha, existe um melhor funcionamento do organismo, evitando diabetes, hipertensão, obesidade entre outros”, acrescenta.

Parar de consumir alimentos perigosos , como é o caso dos processados, praticar atividade física, gerenciar o estresse e ter uma boa qualidade do sono são hábitos que ajudam a diminuir os riscos de desenvolver doenças e de morte.

Fonte: IG - https://delas.ig.com.br/alimentacao-e-bem-estar/2019-06-05/ansiedade-diabetes-e-ate-a-morte-10-alimentos-perigosos-para-a-saude.html

Tags:

Recomendado para você pelo google

PROTESTO

VÍDEO: populares vão às ruas para protestar contra a reforma da Previdência na cidade de Patos

VEJA VÍDEO

Padre de Cajazeiras revela curiosidades sobre o santo casamenteiro: “Faz milagre a pessoa encalhada”

SAÚDE

Dieta milagrosa? Médico diz que a compulsão e afetividade pela comida são perigosas para o emagrecimento

VÍDEO

Mototaxista reclama de multa cobrada na Zona Azul da cidade de Cajazeiras; “Está errado”