header top bar

section content

Robô sexual com pênis incansável é a nova promessa tecnológica para 2018

Para David Levy, autor de “Sexo e Amor com Robôs”, é certo sobre o futuro que mulheres acharão os robôs tão atraentes quanto os homens

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

12/01/2018 às 09h18

O pênis biônico acoplado à máquina é simplesmente insaciável

Robôs sexuais são cada vez mais comuns, e ainda que nos soe estranha a ideia de que uma pessoa possa manter relações sexuais com um ser robótico, a indústria desses novos brinquedos sexuais está avançando a passos largos.

Primeiro, as versões femininas ficaram mais populares, mas muito em breve será possível se entregar aos prazeres do sexo robótico com versões masculinas também. A fabricante RealDoll está não apenas trabalhando em um modelo masculino como, ao que tudo indica, esse robô deve ficar conhecido pelo seu desempenho incansável, digamos assim.

O pênis biônico acoplado à máquina é simplesmente insaciável e, de acordo com Matt McMullen, que falou ao Metro em nome da fabricante, ainda estão sendo feitos ajustes com relação à voz e à personalidade do robô. Para melhorar as opções de compra, os clientes poderão escolher que modelo de pênis deve acompanhar a máquina.

Para David Levy, autor de “Sexo e Amor com Robôs”, é certo sobre o futuro que mulheres acharão os robôs tão atraentes quanto os homens: “Se as mulheres estão interessadas em ter satisfação através de um vibrador, imagina como as mesmas mulheres se sentirão tendo um robô cujos braços elas podem colocar ao redor delas?”, provocou o autor.

Mega Curioso

Tags:
VÍDEO

Coordenador da Energisa garante melhoria e dá dicas sobre ‘queda’ de raios durante o período de inverno

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”