header top bar

section content

No STF, advogado sousense suspende condenação de empreiteiro da cidade de Cajazeiras

A condenação foi por desvio de verbas para a construção de casas populares, através da Funasa.

Por Luzia de Sousa

17/05/2018 às 17h50

Advogado sousense, Hugo Abrantes Fernandes

O advogado sousense, Hugo Abrantes Fernandes conseguiu suspender o cumprimento da pena imposta ao empreiteiro cajazeirense, Joatan Freire de Santana, através de Habeas Corpus junto ao Supremo Tribunal Federal. O sousense tem escritório em Brasília, sendo o Habeas Corpus concedido pelo Ministro Ricardo Lewandowki.

Joatan foi condenado em primeira instância na 8ª Vara Federal de Sousa, sendo confirmada a condenação pelo Tribunal de Justiça da 5ª Região a uma pena de 5 anos de reclusão por desvio de R$ 80 mil, em conluio com o ex-prefeito da cidade de Nazarezinho, Gilson Luiz.

Durante este período a defesa do acusado foi feita por outro advogado. Dr. Hugo entrou na questão quando o cajazeirense já estava cumprindo pena. Ele entrou com um Habeas Corpus no STJ, mas foi negado, somente depois o advogado entrou com outro Habeas Corpus no supremo, onde foi concedido. A condenação foi por desvio de verbas para a construção de casas populares, através da Funasa.

DIÁRIO DO SERTÃO

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio